Geral

Chefs renomados servem refeições a 50 metros do chão

Da Redação ·
Convidados durante almoço servido em plataforma a 50 metros de altura em Brasília (Foto: Raquel Morais/G1)
Convidados durante almoço servido em plataforma a 50 metros de altura em Brasília (Foto: Raquel Morais/G1)

Quem passar pela Esplanada dos Ministérios a partir desta sexta-feira (19) vai testemunhar uma experiência inusitada: ganhadores de duas promoções feitas por um shopping do centro deBrasília almoçarão, jantarão e desfrutarão de coquetéis a 50 metros do chão. O restaurante foi improvisado em cima de uma plataforma que pesa quase 8 toneladas, sustentada por um guindaste que se ergue até a altura de um prédio de 15 andares.

continua após publicidade

A estrutura é composta de uma mesa retangular com 22 poltronas, que têm cintos de três pontas para garantir a segurança dos "clientes". No meio, cinco profissionais – um chef, dois ajudantes e dois técnicos – vestidos com macaquinhos de segurança se revezam para montar os quatro pratos servidos em cada refeição, além de garantir que todas as quatro taças de cada cliente estejam sempre servidas de água, vinho e espumante.

Toda a aventura é acompanhada de música, e os profissionais fazem brincadeiras e contam piadas para manter o clima descontraído. Clientes mais corajosos são convidados a testar possibilidades de estender a emoção: a poltrona gira 90° para cada lado e tem uma alavanca que permite ao usuário se deitar. Os avisos sobre a necessidade de manter o cinto afivelado e de deixar objetos pessoais o mais perto possível do centro da mesa são constantemente reforçados para evitar acidentes. A experiência dura uma hora.

continua após publicidade


Instalada ao lado do Teatro Nacional, a plataforma permite uma visão ampla do centro da capital do país. É possível enxergar os principais monumentos do Distrito Federal, como o Congresso Nacional, a Catedral Metropolitana, a Rodoviária do Plano Piloto e a Torre de TV. A característica chamou a atenção do proprietário da estrutura, o paulista Eduardo Lovro. "Brasília, pelo que já vi ao ter subido, por estarmos na Esplanada e aqui ser uma área plana e não ter nada em volta, te dá algo diferenciado, de enxergar em 360°. Isso não tive em lugar nenhum por onde passamos", afirmou. "Acho que o diferencial é muito o conceito de misturar o alto da gastronomia com o fato de estar nas alturas de uma forma inusitada. Sair do comum com o que se está acostumado. Não é algo que se pode ter em qualquer lugar."

O chef e apresentador de TV Guga Rocha é o responsável pelo pratos dos outros dias. São, ao todo, cinco "viagens" diárias, sendo um almoço, dois coquetéis e dois jantares. Há 45 funcionários envolvidos no processo, incluindo os que acompanham do chão as subidas.


Para participar, os clientes precisaram fazer compras a partir de R$ 450, assinarem cupons e os colocarem em uma urna. De acordo com o Pátio Brasil, 10,7 mil pessoas concorreram ao sorteio das refeições.