Geral

​Delegado libera geladeira na cadeia, mas ela chega recheada de maconha

Da Redação ·
Delegado abre a geladeira para retirar a droga e os celulares (Foto: André Almenara/Arquivo pessoal)
Delegado abre a geladeira para retirar a droga e os celulares (Foto: André Almenara/Arquivo pessoal)

O delegado Adriano Evangelista, de Marialva, afirma que liberou a entrada de uma geladeira para os presos na terça-feira (17) porque "a comida da cadeia" é ruim.

continua após publicidade

O eletrodoméstico, porém, foi entregue recheado com maconha e celulares. "Eles [os presos] recebem quentinhas estragadas, quase sempre nem comem. A comida é de péssima qualidade. Não vem ao caso discutir isso, mas eles precisavam da geladeira", justifica Evangelista.

O delegado conta que um idoso foi à delegacia entregar a encomenda, a pedido de um preso. O produto seria usado por vários detentos, de acordo com a polícia. Ao bater na porta da geladeira, contudo, Evangelista diz que ficou desconfiado. "Bati na porta da geladeira e ela não estava oca. Desconfiei. Verificamos e, depois de muito trabalho, conseguimos achar a droga e os celulares embaixo da borracha.

continua após publicidade

O serviço estava muito bem feito, com certeza foi feito por um profissional que mexe com eletrodomésticos", relata.