Geral

Suspeitos de aliciar adolescentes achavam vítimas pelas redes sociais

Da Redação ·
Polícia Federal de Araçatuba continua investigação e acredita em mais envolvidos (Foto: Reprodução / TV TEM)
Polícia Federal de Araçatuba continua investigação e acredita em mais envolvidos (Foto: Reprodução / TV TEM)

A Polícia Federal de Araçatuba (SP) vai investigar a existência de vídeos com abusos sexuais contra menores de idade em computadores apreendidos durante uma operação, que já levou quatro suspeitos à cadeia. Os homens foram presos em Guararapes (SP) na sexta-feira (12) e segunda-feira (15), dois deles em flagrante abusando de adolescentes de 13 e 14 anos. Mandados de prisão, busca e apreensão  foram cumpridos em Guararapes, Birigui (SP) e Clementina (SP).

Segundo a polícia, as vítimas eram encontradas pelas redes sociais. "Eles normalmente identificavam as crianças através de redes sociais e tinham como foco as que apresentavam algum tipo de vulnerabilidade, como condição socioeconômica familiar desestruturada. Através desses fatores, após uma separação na rede social da criança, começavam a ter um contato e logo após se encontravam pessoalmente, para conseguir a finalidade deles que era o sexo", explica a delegada Daniela Braga.

Ao fazer fazer amizade com esses menores através de redes sociais, os suspeitos ofereciam "favores" e davam "presentes" às vítimas. "Homens mais novos, jovens de 18 anos que tinham contato com crianças e adolescentes. Eles iam conversando com os menores afirmando que um pessoa poderia estar oferecendo benefícios às vítimas", explica a delegada. A polícia continua as investigações e acredita que a rede possa envolver outros suspeitos.Todos os envolvidos devem responder por estupro de vulnerável, corrupção de menores e por induzir menores de 18 anos à prostituição.



Fonte - Do G1 Rio Preto e Araçatuba

continua após publicidade