Geral

​Mulher chorando em viaduto mobiliza Corpo de Bombeiros, mas o que ela queria mesmo era um abraço

Da Redação ·
Os bombeiros a acalmaram, conversaram e depois de um abraço, ela parou de chorar - Foto: Divulgação
Os bombeiros a acalmaram, conversaram e depois de um abraço, ela parou de chorar - Foto: Divulgação

Pedestres e motoristas que passavam pelo Viaduto do Capanema, no bairro Rebouças, em Curitiba, pensavam no pior ao ver uma mulher debruçada no parapeito, na noite desta segunda-feira (18). O Corpo de Bombeiros foi acionado para a suposta tentativa de suicídio e mobilizou também equipes de socorro. Mas, o que a mulher queria, mesmo, era um abraço e um bom ouvinte. As informações são da Banda B.

continua após publicidade

O caso pitoresco aconteceu por volta das 19 horas. O CB foi acionado por pessoas que viram a mulher e suspeitaram que ela fosse se jogar do viaduto. A Polícia Militar (PM) também se mobilizou no caso. Três viaturas foram até o local, acompanhadas do oficial de socorro da área.

Quando chegaram, prontos para iniciar os trabalhos de persuasão, viram que – na verdade – ela nem sequer pensava em pular. Embora estivesse nervosa e chorando bastante, a mulher queria mesmo era conversar. “A senhora estava sobre o viaduto, mas não era tentativa de suicídio, ela apenas estava nervosa, chorando. Alguém passou e achou que ela quisesse pular. Ela não comentou o que tinha acontecido”, disse o sargento Batista.

continua após publicidade

Os bombeiros a acalmaram, conversaram e depois de um abraço, ela parou de chorar. A mulher se despediu e foi embora, caminhando. As três viaturas acionadas voltaram aos seus postos.