Geral

Cliente que armou “barraco” em salão de shopping diz que preços eram absurdos

Da Redação ·
Mulher que seria a do vídeo postou mensagem no Facebook e disse ser vítima na situação (Foto: Reprodução)
Mulher que seria a do vídeo postou mensagem no Facebook e disse ser vítima na situação (Foto: Reprodução)

A cliente que armou um barraco em um salão de beleza de um shopping de Curitiba deu a sua versão dos fatos, depois da confusão que aconteceu no último sábado (16). Uma mulher, que diz ser a do vídeo, afirmou na rede social Facebook que não quis pagar a conta de R$ 5,5 mil porque não sabia que o mega hair, e outros servicinhos mais, custavam tão caro. Ela ainda disse que vai processar o salão e a mulher que fez o vídeo e compartilhou na web.

continua após publicidade

Em um texto postado em seu suposto perfil, a mulher afirmou que ficou feliz porque ficou ‘famosa fácil’. Ela afirmou que os responsáveis pelo salão não informaram o valor da conta. “Acham mesmo que eu ia pagar R$ 5,5 mil? Vou entrar com danos contra o salão e a garota que filmou. Quis tirar porque nem no meu silicone gastei esse valor. Inventaram várias coisas, mas eu nem tô ai, o que importa é que estou famosa”, disse ela.

continua após publicidade


Fotos da 'cliente' repercutiram em redes sociais - Foto: Divulgação

Durante outra postagem, a mulher nega que tenha dado nome falso para o salão. “Cabelo indiano passa por cabelo de ouro com diamante e só no final do processo que avisam. Se tivessem dito o valor antes eu parcelava em 48 vezes. Apresentei o meu RG para eles”, afirmou.

continua após publicidade

Relembre o caso

O “barraco” chique aconteceu em um salão de beleza de um shopping de Curitiba na noite deste sábado (16). Duas mulheres, que teriam dado número de telefone e nomes falsos, segundo a versão da direção do salão, tiveram os cabelos desarrumados e todos os serviços desfeitos depois de tentarem sair sem pagar do estabelecimento.

Segundo a gerente do local, que preferiu não se identificar, as duas chegaram sem marcar horário e pediram para fazer tudo o que tinham direito. “Elas foram maquiadas, colocaram unha de porcelana e mega hair, arrumaram o cabelo. A conta de uma ficou em R$ 4,7 mil e a da outra em R$ 800, totalizando R$ 5,5 mil”, contou ela em entrevista à Banda B, na tarde desta segunda-feira (18).

continua após publicidade

De acordo com a gerente, durante todo o atendimento, elas diziam que aguardavam alguém chegar para realizar o pagamento. “Nós esperamos por mais de duas horas e nada da tal pessoa aparecer. Em um determinado momento, uma delas disse ‘então tirem o mega hair que eu não vou pagar’. Os cabeleireiros, maquiadores e manicures, revoltados com a situação, começaram a desfazer todos os serviços, para que ela não conseguisse sair arrumada de lá”, completou ela.

Todo o “barraco” foi gravado por uma testemunha e divulgado na rede social Facebook. “Em 12 anos trabalhando aqui, eu nunca tinha visto nada parecido. É preciso até mesmo ficar em alerta, porque elas podem não ser só golpistas de salão”, concluiu a gerente. Segundo ela, como as mulheres saíram do local sem adquirir o serviço, não foi possível registrar Boletim de Ocorrência contra elas.