Geral

MPF vai investigar agressão contra professores no Centro Cívico em Curitiba

Da Redação ·
Cenas de violência em Curitiba ganharam o País (Foto: Orlando Kissner/ Fotos Públicas)
Cenas de violência em Curitiba ganharam o País (Foto: Orlando Kissner/ Fotos Públicas)

O Ministério Público Federal (MPF) no Paraná, através da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC), instaurou procedimento para apurar violações de direitos humanos por parte do Governo do Estado do Paraná durante manifestação de servidores públicos nas proximidades da Assembleia Legislativa do Estado no último dia 29 de abril. 

continua após publicidade

Na ocasião, sob a justificativa de enfrentamento de grupos 'black blocs' infiltrados nos movimentos de reivindicação dos servidores, a Polícia Militar protagonizou cenas de repressão aos manifestantes incompatíveis com a noção de Estado Democrático de Direito.

Para subsidiar a apuração, a Procuradoria expediu ofício à Prefeitura Municipal de Curitiba, requisitando informações sobre os atendimentos de primeiros socorros realizados no episódio, à Secretaria de Segurança Pública e ao Comando da Polícia Militar do Paraná, requisitando informações a respeito do deslocamento do Batalhão de Polícia de Fronteira para Curitiba na última semana do mês de abril, à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/PR), solicitando informações sobre as medidas adotadas para apurar a ocorrência de eventuais abusos na ação repressiva coordenada pelo Governo do Estado e a veículos de comunicação de Curitiba, requisitando a disponibilização de mídias que contenham o registro dos abusos policiais ocorridos.

continua após publicidade

Após a análise das informações encaminhadas, a Procuradoria decidirá as medidas que deverão ser tomadas.