Geral

Começa primeira etapa da vacinação contra a febre aftosa no Paraná

Da Redação ·
A vacinação contra a febre aftosa atingiu um índice de cobertura de 98,17% do rebanho bovino e bubalino brasileiro no segundo semestre de 2015 - Foto: Arquivo ANPr
A vacinação contra a febre aftosa atingiu um índice de cobertura de 98,17% do rebanho bovino e bubalino brasileiro no segundo semestre de 2015 - Foto: Arquivo ANPr

Desde o dia 30 de abril, os pecuaristas parananenses podem vacinar o rebanho bovino com até 24 meses de idade. Esta é a primeira estapa da Campanha de 2015 contra a febre aftosa. Em todo o Paraná, mais de quatro milhões de cabeças de gado e búfalos devem ser imunizadas. 

Há dez anos o estado é área livre da doença com vacinação. Agora, o Governo do Paraná entrou com pedido junto ao Ministério da Agricultura e Pecuária para conquistar o título de zona livre da doença sem vacinação, sob a chancela da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE).

"Já estamos providenciando resquisitos para conquistar o título, como reforço nas divisas do Estado, contratação de mais técnicos, por exemplo", argumenta José Antônio de Andrade Duarte, chefe do Núcelo da Seab em Umuarama.   Caso obtenha o reconhecimento, o comércio de carne bovina paranaense pode abrir novos mercados. Atualmente, apenas Santa Catarina detém o status sanitário de área livre sem vacina no Brasil.

Fonte: G1/PR

continua após publicidade