Geral

Começa sessão na Alep que vai votar projeto de lei da previdência social

Da Redação ·
Professores são contrários ao projeto de lei que altera a ParanáPrevidência e prometem acompanhar de frente a votação (Foto: Ana Zimmermann/ RPC /G1)
Professores são contrários ao projeto de lei que altera a ParanáPrevidência e prometem acompanhar de frente a votação (Foto: Ana Zimmermann/ RPC /G1)

Começou há pouco a sessão na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) a votação do projeto de lei que promove mudanças no custeio do Regime Próprio da Previdência Social dos servidores. A Alep está cercada por grades. A medida foi tomada com intuito de conter professores que tentam acompanhar de perto, nesta segunda-feira (27), a votação do projeto de lei.

Os docentes do estado retomaram a greve no sábado (25), deixando 950 mil estudantes sem aulas. A assembleia da categoria foi realizada em Londrina, no norte do Paraná, e deu início à segunda paralisação da educação estadual do ano.

Os professores se dizem contrários à proposta, de autoria do governo estadual, que sugere que 33.556 beneficiários com 73 anos ou mais sejam transferidos do Fundo Financeiro, que é arcado com pelo Tesouro estadual, para o Fundo Previdenciário, constituído a partir de contribuições dos servidores e do poder público. Eles também reajuste conforme o piso nacional, que é de 13,01%.

Fonte: G1-PR

continua após publicidade