Geral

Posse de índios no GDF marca abertura da Campanha Abril Indígena em Brasília

Da Redação ·
Dia do Índio é comemorado no Memorial dos Povos Indígenas, com a presença do governador Rodrigo Rolemberg e dos caciques Pericuman e Álvaro Tukano  (Elza Fiúza / Agência Brasil)Elza Fiuza / Agência Brasil
Dia do Índio é comemorado no Memorial dos Povos Indígenas, com a presença do governador Rodrigo Rolemberg e dos caciques Pericuman e Álvaro Tukano (Elza Fiúza / Agência Brasil)Elza Fiuza / Agência Brasil

A posse simbólica de três índios no governo do Distrito Federal marcou neste domingo (19) a abertura da Campanha Abril Indígena em Brasília. Os servidores Álvaro Tukano, Francisco Tabajara e Osvaldo Xucuru foram empossados em secretarias do governo local no início do ano. Abril Indígena é uma campanha organizada nacionalmente, desde o dia 7 deste mês, pela Fundação Nacional do Índio (Funai), destinada a promover exposições, palestras, seminários e outros eventos que destaquem o papel indígena na preservação do meio ambiente.

Líderes de cerca de 200 etnias, que participaram na semana passada de mobilização em favor da demarcação das terras dos índios (que antecedeu a Campanha Abril Indígena no Distrito Federal), permaneceram na capital federal para o evento de hoje. A cerimônia ocorreu no Memorial dos Povos Indígenas, com a participação de cerca de 100 pessoas, entre representantes indígenas, do governo do DF e turistas. Álvaro Tukano, que assumiu a direção do memorial, disse que o lugar representa o pensamento do povo indígena. "A responsabilidade é enorme.

Em Brasília, estamos colocando o primeiro tijolo para fazer uma grande embaixada dos povos do Brasil. Todo mundo tem embaixada, menos nós", disse Tukano. Os novos servidores comissionados Tabajara e Xucuru vão trabalhar na Secretaria da Mulher, Igualdade Racial e Direitos Humanos. Para a secretária Marise Nogueira, o ato é um reconhecimento da importância de a comunidade indígena estar presente nas instituições brasileiras. "É um compromisso que não tem que ser só de uma autoridade, mas sim do nosso país com o povo fundador e os primeiros ocupantes da nossa terra", afirmou a secretária.

O governador do DF, Rodrigo Rollemberg, foi recepcionado na entrada do memorial pelos indígenas e recebeu uma saudação dos povos funi-ôô. Ele disse que o local é um espaço de promoção da cultura tradicional e prometeu para o próximo Abril Indígena, em 2016, promover um grande encontro dos povos indígenas do Brasil.

Além do plantio de uma árvore buriti e da venda de colares fabricados por índios do Parque Nacional do Xingu, o evento contou com a apresentação de rituais por integrantes da etnia funi-ôô, de Pernambuco. A programação do Abril Indígena vai até sexta-feira (24) e terá apresentações culturais, palestras, oficinas e abertura do memorial para visitação.

continua após publicidade