Geral

Tornozeleiras evitam 137 fugas de presos em saídas temporárias

Da Redação ·
Detento deixa presídio de Tremembé com tornozeleira Lucas Lacas Ruiz/08.08.2013/Estadão Conteúdo
Detento deixa presídio de Tremembé com tornozeleira Lucas Lacas Ruiz/08.08.2013/Estadão Conteúdo

Implantado oficialmente em São Paulo no final de 2010, o monitoramento eletrônico de detentos em saídas temporárias evita, em média, 137 fugas por ano a um custo aproximado de R$ 6,4 milhões anuais, aponta levantamento exclusivo feito pelo R7 a partir de dados da SAP (Secretaria de Estado da Administração Penitenciária) dos últimos quatro anos

continua após publicidade

Anualmente, aproximadamente 5,4 mil presos, com ou sem tornozeleiras, fogem durante as cerca de 107 mil saídas temporárias, que se distribuem pelos feriados de Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia da Criança, Finados e Natal/Ano-Novo. Por volta de 10% das saídas (11 mil) são monitoradas.

Para chegar ao número de fugas evitadas, a reportagem levou em consideração a taxa de “não retorno” de presos monitorados e não monitorados em saídas temporárias de 2011 a 2014.