Geral

​Bombeiros chegam ao terceiro dia de combate ao incêndio em Santos, SP

Da Redação ·
Bombeiros tentam impedir que fogo atinja novos tanques de combustível (Foto: Reprodução/GloboNews)
Bombeiros tentam impedir que fogo atinja novos tanques de combustível (Foto: Reprodução/GloboNews)

Os trabalhos para combater o incêndio que atinge três tanques da empresa Ultracargo, na área industrial do bairro Alemoa, em Santos, no litoral de São Paulo, continuam neste sábado (4). De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, não há nenhuma previsão exata para que o fogo seja extinguido.

continua após publicidade

O incêndio começou por volta das 10h desta quinta-feira (2) e atingiu quatro tanques de combustíveis. A temperatura no local chegou a 800°C. Durante a manhã desta sexta-feira (3), um quinto tanque também foi atingido. No entanto, durante a noite, apenas três tanques continuavam em chamas.

Os trabalhos do Corpo de Bombeiros continuaram por toda a madrugada deste sábado e não há previsão de quando a ocorrência deve terminar. Segundo os bombeiros, ninguém morreu no incêndio e pelo menos 15 pessoas que trabalhavam no local precisaram de atendimento médico. Todas já foram liberadas. 

continua após publicidade

Na noite desta sexta, alguns peixes mortos foram encontrados no canal do Porto de Santos. De acordo com a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), o fato já era esperado por conta da grande emissão de gazes e não representa grande dano ambiental. De acordo com a Defesa Civil de Cubatão, as equipes de plantão estão monitorando o município para onde as chamas estão direcionadas. Nesta sexta-feira, duas pessoas acionaram as autoridades reclamando de fuligem na região do bairro Jardim Casqueiro.

As unidades de atendimento de saúde emergencial da cidade não receberam nenhum caso relacionado a possíveis efeitos da fumaça do incêndio. A Prefeitura de Santos enviou mensagens via SMS ou por voz para 466 mil celulares e telefones fixos cadastrados junto a administração municipal. Na mensagem, os moradores eram avisados que o incêndio no bairro Alemoa estava sob controle e a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) monitora permanentemente a qualidade doar, além de avisar que o incidente não oferecia riscos à população. O sub-comandante dos bombeiros do Estado de São Paulo, Rogério Bernardes Duarte, considerou que a operação realizada durante esta sexta-feira, de combate às chamas na Ultracargo, foi um sucesso. “Foram usados quatros jatos de água e espuma durante todo o dia. Um tanque foi totalmente derretido e o outro já não tem mais combustível. No momento, são três tanques com fogo”, afirma.

Já o Comandante da operação, Wagner Bertollini Junior, salientou que os tanques possuem um sistema para retirar o combustível, entretanto ele não funcionou. "Os sistemas foram danificados e os tanques não estão podendo ser esvaziados por baixo. Então eles estão em uma situação quase que surreal porque eles continuam cheios em volta de um tanque pegando fogo. Essa que é a nossa grande dificuldade", diz.

O gerente da Cetesb explicou que os moradores das cidades da Baixada Santista não correm nenhum risco após a fumaça ter tomado o céu da região. “Há um impacto muito grande esteticamente, mas do ponto de vista de intoxicação ela não traz malefícios para a população. Fizemos uma medição ontem e está tudo dentro dos limites aceitáveis. Não há impacto significativo para a população”, afirma César Eduardo Padovani Valente.