Geral

​Copiloto teria suspendido treinamento em 2008 por depressão

Da Redação ·
Andreas Lubitz interrompeu treinamento em 2008 Foto: Facebook
Andreas Lubitz interrompeu treinamento em 2008 Foto: Facebook

A Lufthansa informou nesta quinta-feira que o copiloto Andreas Lubitz, suspeito de provocar deliberadamente a queda de um avião da Germanwings, unidade de baixo custo da companhia, foi aprovado em todas as avaliações necessárias para voar. Contudo, a empresa afirmou que Lubitz interrompeu o treinamento por vários meses, sem informar o motivo. De acordo com veículos da imprensa europeia, como Guardian e Daily Mail, a paralisação está relacionada à depressão.

continua após publicidade

De acordo com informações publicadas pelo Daily Mail, amigos do copiloto afirmaram que ele sofreu depressão em 2008, além de síndrome de burnout, um distúrbio psíquico precedido de esgotamento físico e mental, cuja causa está intimamente ligada à vida profissional.

O CEO da Lufthansa Carsten Spohr afirmou que interromper o treinamento não é incomum, mas não deu mais informações sobre o motivo. Segundo o CEO, a empresa escolhe seus tripulantes de forma muito cuidadosa e os submete a avaliações psicológicas.

continua após publicidade

"Não importa suas regulamentações de segurança, não importa quão alto é o seu nível de exigência, e nós temos padrões incrivelmente altos, não há forma de descartar um incidente desse tipo", afirmou Spohr.

O acidente  O avião Aibus A320 da companhia aérea Germanwings caiu na terça-feira (24) na região dos Alpes franceses, perto da cidade de Barcelonnette, a cerca de 100 quilômetros ao norte de Nice. A aeronave carregava 144 passageiros e seis tripulantes. Ninguém sobreviveu.


Confira matéria completa AQUI