Geral

​Ministro da Justiça é convidado a depor em CPI do HSBC

Da Redação ·
Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, durante coletiva em Brasília. 26/02/2015 - Foto: Ueslei Marcelino / Reuters
Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, durante coletiva em Brasília. 26/02/2015 - Foto: Ueslei Marcelino / Reuters

A Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga as contas secretas no banco HSBC na Suíça aprovou, nesta quinta-feira, requerimento de convite ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para prestar depoimento à comissão.

continua após publicidade

O requerimento, de autoria do senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), defende o convite a Cardozo para que ele preste "esclarecimentos sobre as providências tomadas pelo governo brasileiro referentes ao caso SwissLeaks, como está sendo chamado o caso de vazamento de informações sobre contas secretas em uma agência do HSBC em Genebra.

Nos dados vazados, foram encontradas contas secretas abertas nos nomes de 8.667 cidadãos brasileiros, nas quais havia saldo de 7 bilhões de dólares.

continua após publicidade

"O vazamento, conhecido como SwissLeaks, indica a possibilidade de que, dentre as movimentações financeiras em questão, estejam relacionadas à evasão fiscal, à corrupção, ao tráfico de drogas e de armas, entre outros crimes", afirma o requerimento aprovado nesta quinta.

Confira matéria completa AQUI