Geral

Após queda de voo na França, aéreas mudam procedimentos de cabine

Da Redação ·
A Icelandair (foto)  tomou a mesma decisão que a Norwegian, indicou um porta-voz da companhia - Foto: Divulgação
A Icelandair (foto) tomou a mesma decisão que a Norwegian, indicou um porta-voz da companhia - Foto: Divulgação

A companhia norueguesa Norwegian Air Shuttle e a irlandesa Icelandair afirmaram nesta quinta-feira (26) que mudarão seus procedimentos para que sempre haja duas pessoas dentro da cabine do piloto, informa a agência France Presse.

continua após publicidade

Os anúncios acontecem depois que as autoridades francesas comunicaram nesta quinta que o copiloto do A320 da Germanwings, que caiu nos Alpes franceses com 150 pessoas a bordo, provocou a tragédia de forma voluntária, depois de impedir que o piloto entrasse na cabine.

"Quando um ocupante abandonar a cabine, deverá ter duas pessoas dentro", declarou Thomas Hesthammer, chefe de operações da Norwegian, a terceira companhia de baixo custo europeia.

continua após publicidade

A Icelandair tomou a mesma decisão que a Norwegian, indicou um porta-voz da companhia.

A finlandesa Finnair já aplica esta medida, de acordo com Päivyt Tallqvist, porta-voz da companhia.

Outra companhia de baixo custo, a britânica EasyJet, decidiu manter duas pessoas dentro da cabine.

continua após publicidade

"A EasyJet confirma que a partir de sexta-feira, dia 27 de março, mudará suas regras e a todo momento terá dois membros da tripulação na cabine do piloto", afirma um comunicado.

Por fim, a linha aérea de charters canadense Air Transat igualmente manterá duas pessoas na cabine.