Geral

Paranaense é transferido para execução na Indonésia

Da Redação ·
Paranaense preso na Indonésia foi condenado a pena de morte - Foto: YAHOO
Paranaense preso na Indonésia foi condenado a pena de morte - Foto: YAHOO

Autoridades indonésias informaram que oito condenados à morte por tráfico de drogas, dentre eles o paranaense Rodrigo Gularte, foram transferidos para uma prisão numa ilha, onde serão executados, apesar dos apelos internacionais.

Dentre os condenados estão também os australianos Andrew Chan e Myuran Sukumaran, além de homens da Indonésia, França, Gana e Nigéria e de uma mulher filipina. Segundo o governo indonésio, todos já esgotaram as opções legais e serão levados de suas celas na ilha de Bali para a prisão insular de Nusa Kambangan, ainda nesta semana.

A data das execuções não foi anunciada. Os condenados serão executados por pelotões de fuzilamento e serão alvejados em pares.

Especialistas em direitos humanos expressaram suas preocupações em relatórios que indicam que o julgamento de alguns dos réus não atendeu padrões internacionais de imparcialidade.

Apelo ao Papa

A mãe de Rodrigo Muxfeldt Gularte, de 43 anos, condenado à pena de morte na Indonésia por tráfico de drogas, afirmou que vai pedir ao papa Francisco que intervenha para que seu filho não seja executado. Gularte foi preso em 2004, no Aeroporto de Jacarta, quando estava a caminho de Bali. Ele transportava 6 quilos de cocaína em oito pranchas de surfe.



Fonte: pr.ricmais.com.br

continua após publicidade