Geral

Operação prende 40 suspeitos de assalto a bancos

Da Redação ·

Quarenta pessoas foram presas na manhã desta sexta-feira (9) na operação de desmantelamento da quadrilha de furto de caixas eletrônicos e roubos a bancos realizada pelo Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) da Polícia Civil. A informação é do titular da Delegacia de Polícia de Roubos a Bancos do Deic, delegado Juliano Ferreira, que coordena a operação. A quadrilha desencadeou, há um ano, uma onda de dezenas de ataques no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo.

continua após publicidade

A quadrilha era responsável por entre 70% e 90% dos arrombamentos a caixas eletrônicos no Rio Grande do Sul, segundo Ferreira.

continua após publicidade

Os detidos eram das cidades gaúchas de Cachoeirinha, Gravataí, Canoas, Porto Alegre, Taquara, Novo Hamburgo, Parobé, Igrejinha, São Leopoldo, Livramento e Caxias do Sul. Outros suspeitos foram detidos em Florianópolis e Joinville, em Santa Catarina, e no Rio de Janeiro. Os policiais também conseguiram interceptar um assalto a banco que aconteceria em Cachoeirinha nesta sexta.

continua após publicidade

Foram apreendidos maçaricos, ferramentas, pés de cabra, tubos de gás, toucas ninja, coletes à prova de balas, furadeiras eletromagnéticas, lonas plásticas, cinco pistolas e sete carros. Segundo o delegado Ferreira, o grupo tinha acesso à planta dos caixas eletrônicos antes do assalto para conseguir chegar ao cofre com maior rapidez. Em maio, a quadrilha furtou um caixa eletrônico inteiro do Banrisul em Cachoeirinha para poder estudar o equipamento.

Com cerca de 50 integrantes gaúchos e catarinenses, a organização criminosa faturou em torno de R$ 5 milhões no último ano. Ela ficou conhecida como “a quadrilha da lona plástica preta” por cobrir, com este material, as fachadas das agências para bloquear a claridade dos maçaricos usados no arrombamento dos terminais. O grupo tinha como principais alvos caixas eletrônicos dos bancos Itaú, Real e Banrisul.