Geral

​Ovo Fabergé de Eike Batista é falsificado

Da Redação ·
Peça dos czares russos é rara e chega a custar R$ 600 milhões Foto:  Reprodução
Peça dos czares russos é rara e chega a custar R$ 600 milhões Foto: Reprodução

Um exemplar de ovo Fabergé apreendido na casa de Eike Batista é falso. O objeto foi levado da casa do empresário por agentes da Polícia Federal por ordem da Justiça, junto com outros bens como relógios, automóveis e um piano.

continua após publicidade

Ovos originais são considerados uma raridade e valem milhões no mercado de joalherias. Em 2014, uma dessas peças foi avaliada por 600 milhões de reais. 

No entanto, há várias réplicas que são colocadas à venda por preços bem mais modestos. Em uma rápida visita a sites de compra, como o E-bay e Aliexpress, é possível achar ofertas de réplicas baratas a partir de R$ 59.  A produção de ovos Fabergé foi uma tradição do regime czarista russo no século XIX, criada pelo joalheiro Carl Fabergé. Ele levava cerca de um ano para confeccionar os adornos, que eram feitos de ouro e prata e ornamentados com pedras preciosas.

Confira matéria completa AQUI