Geral

Pesquisadores encontram esqueletos ‘de conchinha’ de 6 mil anos 

Da Redação ·
(Ministério da Cultura da Grécia/AFP)
(Ministério da Cultura da Grécia/AFP)

A ossada de um casal de aproximadamente 6.000 anos, foi encontrada na península do Peloponeso, na Grécia. O fato que chama atenção, é a posição em que os corpos permaneceram até a decomposição: ‘de conchinha’.

continua após publicidade

Os esqueletos, respectivamente de um homem e de uma mulher jovem, foram encontrados em um túmulo no entorno da caverna de Alepotryda, em Diros. Segundo análise de carbono 14, usada para determinar a idade dos restos mortais, revelam eu o casal é de 3.800 a.C.

O achado se destaca principalmente pelo fato dos corpos estarem abraçados, posição pouco habitual em restos arqueológicos dessa época. "O enterro de um casal abraçado é extremamente raro, e o túmulo de Diros é um dos mais antigos do mundo, se não o mais velho [descoberto] até agora", anunciou o Ministério.

continua após publicidade

Junto a ossada, foram encontradas várias pontas de flechas.

Fonte/ autoria: veja.abril.com.br