Geral

​Servidores de hospitais estaduais entram em greve no Paraná

Da Redação ·
Servidores protestaram em frente ao Hospital da Zona Sul, em Londrina (Foto: Reprodução/RPC)
Servidores protestaram em frente ao Hospital da Zona Sul, em Londrina (Foto: Reprodução/RPC)

Funcionários de hospitais estaduais do Paraná entraram em greve nesta quinta-feira (12). Segundo o Sindicato dos Servidores Estaduais da Saúde (SindSaúde), trabalhadores de hospitais e regionais de saúde aderiram ao movimento.

continua após publicidade

As maiores paralisações, ainda conforme o SindSaúde, envolvem unidades de Londrina, Ponta Grossa, Cascavel e Francisco Beltrão. Em todos os hospitais estão sendo mantidos pelo menos 30% do atendimento, garante o sindicato.

A assessoria de impensa da SindSaúde não soube dizer quantos funcionários aderiram ao movimento. Segundo a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), um levantamento em todas as unidades do estado apontou que 2% dos servidores aderiram a greve, percentual considerado normal de faltas

continua após publicidade

Ainda segundo o sindicato, o ato, entre outras reivindicações, é em protesto ao pacote de medidas encaminhado pelo governador Beto Richa (PSDB) à Assembleia Legislativa, que corta algumas vantagens do funcionalismo público. As medidas, de acordo com o governo, tem o intuito de gerar economia e aumentar a arrecadação.

Eles reivindicam também , além do pagamento de benefícios que estão atrasados. . Em Londrina, no norte do estado, servidores dos hospitais da Zona Norte e da Zona Sul aderiram ao movimento. O Hospital Universitário (HU) de Londrina também está com o atendimento restrito desde terça-feira (10). Os servidores da Universidade Estadual de Londrina (UEL) deflagraram greve, e a paralisação atinge todos os setores da instituição, incluindo os servidores lotados no hospital.

Confira matéria completa AQUI