Geral

Itália: papa pede para ir a favela, mas motorista se perde

Da Redação ·
Conhecida como um campo nômade, a comunidade é lar de muitos refugiados, africanos, latinos e ciganos Foto: AP
Conhecida como um campo nômade, a comunidade é lar de muitos refugiados, africanos, latinos e ciganos Foto: AP

A caminho de uma paróquia na periferia de Roma no último domingo (8), o papa Francisco avisou de surpresa ao seu motorista que gostaria de visitar uma favela nos arredores da igreja. O que o Pontífice não contava é que o condutor se perderia, mesmo usando GPS.

continua após publicidade

Assim que partiu do Vaticano, Jorge Bergoglio informou que precisava passar na favela de Ponte Mammolo, situada na Via delle Messi D'Oro, a cerca de 300m do seu destino final, a paróquia de São Miguel Arcanjo, no bairro romano de Pietralata.

Como o motorista não conhecia o local, colocou o endereço no navegador do Ford Focus usado pelo Pontífice, mas chegar à comunidade acabou se revelando uma tarefa mais difícil do que o esperado. Como a favela não é visível da rua, o condutor passou em frente a ela e acabou se perdendo.

continua após publicidade

Neste momento, Francisco telefonou para o pároco de São Miguel Arcanjo, monsenhor Aristide Sana, pedindo ajuda para chegar ao local. O padre então deixou a igreja, onde fiéis aguardavam ansiosamente o Pontífice, e foi resgatá-lo, levando-o em seguida para a comunidade que ele queria visitar.

Na favela, Bergoglio conversou com muitos sul-americanos, ao lado dos quais rezou o Pai Nosso em espanhol, e cumprimentou todos que estavam presentes, inclusive grupos de ucranianos e russos, que em Ponte Mammolo convivem pacificamente.

Confira matéria completa AQUI