Geral

Bruno e mais 2 suspeitos são levados para Contagem

Da Redação ·

A polícia de Minas Gerais transferiu para o presídio de segurança máxima Nelson Hungria, em Contagem, o goleiro Bruno, seu amigo Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, e o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, também conhecido por Bola. Os três são suspeitos de participação no desaparecimento da jovem Eliza Samudio, de 25 anos, que tentava provar na Justiça que Bruno é pai de seu filho.

continua após publicidade

Antes da transferência, os suspeitos realizaram exames de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML), e, depois das 2h30, foram encaminhados à penitenciária. Eles dormiriam em celas separadas. A informação anterior era de que o trio passaria a noite no Centro de Remanejamento de Presos (Ceresp) São Cristóvão, anexo ao prédio do Departamento de Investigação (DI) de Belo Horizonte. Os motivos da mudança não foram explicados pela polícia.

continua após publicidade

Eliza está desaparecida desde o início de junho. Bruno e Macarrão se entregaram na quarta-feira após terem a prisão decretada pela Justiça. O ex-policial foi preso ontem à noite em Belo Horizonte. Um parente de Bruno que teria participado do suposto assassinato da ex-amante do jogador deu detalhes do crime à polícia. Segundo ele, a vítima foi ferida no carro a caminho do sítio do goleiro. Lá teria ficado em cárcere privado por uma semana, até que Eliza foi morta por estrangulamento.