Geral

Atentado em mesquita xiita mata 49 no Paquistão

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP - Ao menos 40 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em um atentado com bomba ocorrido nesta sexta-feira (30) dentro de uma mesquita da minoria xiita no sul do Paquistão, informaram fontes policiais e médicas locais. 

continua após publicidade

O grupo terrorista Jundallah --dissidência do Taleban paquistanês e que prometeu fidelidade ao Estado Islâmico no ano passado-- reivindicou o a autoria. 

"Nosso alvo era a comunidade xiita. Eles são inimigos", disse Fahad Marwat, porta-voz dos jihadistas, sem dar mais informações. 

continua após publicidade

A polícia disse que as causas da explosão não estão claras. "Estamos tentando descobrir a natureza da explosão". Disse Sakhio Merani, inspetor da região, acrescentando que provavelmente havia um dispositivo. 

Apesar disso, a TV paquistanesa citou alguns testemunhos de residentes que alegam ter visto um homem com um colete suicida. 

O atentado aconteceu no começo da tarde (horário local, de manhã em Brasília) em Shikarpur, na província de Sindh, pouco depois do fim das orações de sexta --dia sagrado para os muçulmanos-- informa Mir Ghayaz, agente da polícia local. 

continua após publicidade

O vice-comissário do distrito de Shikarpur --onde ocorreu o atentado-- informou que, até o momento, há 49 mortos. Número que pode subir, já que outras 31 pessoas seguem internadas, algumas em estado grave. 

As autoridades locais confirmam 40 mortos até o momento, mas o número pode subir, já que há feridos graves no hospital para onde as vítimas foram levadas. 

O Paquistão está em alerta para ataques desde 16 de dezembro, quando o Taleban paquistanês atacou uma escola na cidade de Peshawar, matando ao menos 145 pessoas --a maioria crianças. 

No país, a maioria da população é sunita. Os xiitas são cerca de um quinto da população paquistanesa. Mais de 800 deles foram mortos em ataques desde o início de 2012 segundo a ONG Human Rights Watch,