Geral

​Uruguai prepara despedida para Mujica; Dilma estará no país

Da Redação ·
Imagem de arquivo de Dilma Rousseff e José Mujica Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil
Imagem de arquivo de Dilma Rousseff e José Mujica Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Os últimos dias de José “Pepe” Mujica  na Presidência do Uruguai estão movimentando as redes sociais no país. Ele já disse que não quer homenagens, já que “é necessário olhar para a frente e não para trás”, mas não teve jeito: o último ato protocolar de “Pepe” como presidente está sendo esperado como um evento de despedida que, até agora, conta com 12 mil confirmações asseguradas na internet.

continua após publicidade

Uma das organizadoras do grupo “Despedida e Homenagem ao Presidente Mujica” no Facebook, a uruguaia Celi Penino, de 55 anos, disse que o pedido de Mujica caiu “como um balde de água fria” no começo, mas depois serviu para que "se libertassem" de responsabilidades, já que jamais pensaram que iriam reunir tanta gente pelas redes. 

No início, a homenagem estava prevista para 28 de fevereiro, último dia de Mujica como presidente, mas depois de um pronunciamento do mandatário, em janeiro, em que dizia ser mais importante “ajudar a empurrar o que está por vir” como “o mais profundo reconhecimento ao que vai embora, porque o importante é o futuro”, os admiradores se reorganizaram e decidiram não fazer um evento próprio, mas sim participar da cerimônia oficial de arriamento da bandeira. Trata-se de um ato obrigatório de encerramento dos períodos presidenciais no Uruguai, que acontece no dia 27 de fevereiro, às 19h, na Plaza Independencia, a principal praça de Montevidéu, na entrada do centro histórico da capital.

Confira matéria completa AQUI