Geral

Justiça garante frota mínima no transporte coletivo em Curitiba 

Da Redação ·
Greve está marcada para segunda-feira (26) (Foto: Banda B)
Greve está marcada para segunda-feira (26) (Foto: Banda B)

O desembargador Benedito Xavier da Silva, do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), concedeu uma decisão favorável na noite deste sábado (24) ao pedido da Urbs para garantir a frota mínima de ônibus do transporte coletivo circulando na próxima segunda-feira (26), em que acontecerá uma greve geral de motoristas cobradores. Resta saber se o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc) irá cumprir a determinação, já que em outras oportunidade isso não aconteceu.

A decisão determina que o Sindimov “assegure a manutenção de percentuais mínimos de 70% da frota de veículos circulando nos horários de pico (entre 5h e 9h e entre 17h e 20h) e no patamar de 50% nos demais horários”. O desembargador determina ainda que os veículos devem estar circulando com motoristas e cobradores. Os mesmos percentuais devem ser respeitados com cobradores nas estações-tubo. A multa no caso de descumprimento é de R$ 50 mil, revertidos ao Fundo de Amparo ao Trabalho. Além disso, a Prefeitura de Curitiba vai colocar 200 carros oficiais à disposição da Urbs para fazer transporte alternativo. Os carros da frota municipal farão transporte gratuito nesta segunda.

A Urbs também vai cadastrar carros particulares para atuar com transporte alternativo em função do indicativo de greve no transporte coletivo. Outro lado O Sindimoc afirmou que ainda não recebeu nenhuma notificação judicial para o uso da frota mínima. Na coletiva de sexta-feira, o presidente Anderson Texeira, do Sindimoc, deu a entender que respeitaria uma decisão judicial. Porém, como dito anteriormente, na prática não é isso que acontece, pelo menos nas últimas greves.

continua após publicidade

Fonte: bandab.com.br