Geral

Cozinheiro admite ter ajudado Bin Laden a escapar

Da Redação ·

O sudanês Ibrahim al-Qosi, acusado de proteger o milionário saudita no exílio Osama bin Laden e de o ajudar a escapar das forças norte-americanas no Afeganistão, declarou-se culpado nesta quarta-feira nos tribunais de Guantánamo.

continua após publicidade

Segundo o porta-voz do tribunal Joe DellaVedova, Qosi admitiu conspirar com a rede extremista Al-Qaeda e fornecer apoio material ao terrorismo. O cozinheiro de Bin Laden está detido na prisão de Guantánamo há oito anos.