Geral

​MT: após 2 anos de buscas, Interpol acha menina sequestrada

Da Redação ·
Na tarde da última segunda-feira (19), a Polícia Federal informou sobre a localização da criança pelo Facebook, com um selo de encontrada, na ficha do caso - Foto: Divulgação PF
Na tarde da última segunda-feira (19), a Polícia Federal informou sobre a localização da criança pelo Facebook, com um selo de encontrada, na ficha do caso - Foto: Divulgação PF

Dois anos após ter sido raptada na casa da mãe adotiva, em um bairro de classe média de Cuiabá (MT), foi encontrada, pela Polícia Federal, a menina Ida Verônica Feliz, que hoje está com dez anos de idade.

continua após publicidade

Ela vive na Itália, em uma cidade chamada Cassola, com os pais biológicos, apontados pela PF como traficantes de drogas. Eles perderam a guarda da menina, porque a deixaram, ainda recém-nascida, sozinha em um quarto de hotel.

Inconformados com a perda da guarda, os pais chegaram a tentar levá-la mais tarde, após serem liberados da prisão. Mas a mãe adotiva não permitiu. No dia 26 de abril, de 2013, em uma ação criminosa, o casal, que tem outro filho menor, raptou a menina.

continua após publicidade

Desde então, a PF e a Interpol atuam juntas no rastreamento por todo o mundo do casal Élida Isabel Feliz e Pablo Milano Escarfulleri.

Na tarde da última segunda-feira (19), a Polícia Federal informou sobre a localização da criança pelo Facebook, com um selo de “encontrada”, na ficha do caso.

O caso da menina foi registrado na Difusão Amarela da Interpol que “é destinada para fins humanitários com o objetivo de buscar pessoas desaparecidas ou perdidas, principalmente menores e pessoas com deficiência física ou psicológica, incluindo abduções feitas por parentes de criança”, explica nota da PF.

Confira matéria completa AQUI