Geral

Hillary critica 'ocupação' russa na Geórgia

Da Redação ·

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, demonstrou apoio hoje à ex-república soviética da Geórgia e criticou a "ocupação" da Rússia em duas províncias separatistas do país.

continua após publicidade

"Nós continuamos a nos opor e criticar as ações da Rússia que nós acreditamos estarem erradas, e no topo da lista está a invasão e ocupação da Geórgia", afirmou Hillary a um grupo de líderes mulheres, pouco após chegar a Tbilisi, capital da Geórgia, como parte de um giro pela região. "Os Estados Unidos apoiam o povo georgiano, nós apoiamos a democracia georgiana."

continua após publicidade

Hillary deve se encontrar com o presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, que buscará garantias de que os EUA não vão abandonar o apoio a seu país, em meio ao "relançamento" das relações bilaterais entre Washington e Moscou. A Geórgia espera que Hillary critique a presença militar nas regiões rebeldes da Ossétia do Sul e da Abkházia e também que reitere o apoio dos EUA à entrada do país na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

continua após publicidade

A secretária de Estado norte-americana pediu mais reformas na Geórgia, afirmando que uma economia e uma democracia fortes são fundamentais para retomar o controle dos territórios rebeldes.

Funcionários dos EUA têm demonstrado seu apoio à integridade territorial da Geórgia desde a guerra do país em 2008 com a Rússia, quando as forças russas tomaram posições no território georgiano a fim de repelir um ataque militar da Geórgia na Ossétia do Sul, província apoiada por Moscou.

continua após publicidade

Após a guerra, a Rússia reconheceu a Ossétia do Sul e a Abkházia como Estados independentes, decisão seguida por apenas algumas nações. A Rússia tem desde então estabelecido bases militares permanentes nessas regiões e enviado para lá centenas de soldados e guardas de fronteira. As informações são da Dow Jones.