Geral

Prêmio Nobel da Paz, Malala condena ataque a escola no Paquistão

Da Redação ·
 Malala Yousafzai  - Foto: Mark Garten/ UN
Malala Yousafzai - Foto: Mark Garten/ UN

LONDRES, REINO UNIDO - A paquistanesa Malala Yousafzai condenou o ataque do Taleban que matou mais de 100 crianças nesta terça-feira (16) na província de Peshawar, no Paquistão. 

continua após publicidade

"Estou de coração partido por esse ato de terror a sangue frio e sem sentido", disse a jovem, em um comunicado divulgado por sua assessoria. 

"Eu condeno esses atos atrozes e covardes e permaneço unida com o governo e as forças armadas do Paquistão, cujos esforços para solucionar esse horrível acontecimento são louváveis. Ao lado de milhões pelo mundo, eu choro por essas crianças, meus irmãos e irmãs, mas nós nunca seremos derrotados", afirmou a jovem, de 17 anos. 

continua após publicidade

Malala recebeu o Prêmio Nobel da Paz por seu ativismo pelo direito a educação de mulheres e crianças quarta-feira passada (10). 

Ela, a mais jovem ganhadora do Nobel, foi baleada na cabeça em julho de 2012 justamente por integrantes do Taleban num ônibus escolar, no norte do Paquistão. 

Nesta terça, membros do Taleban invadiram uma escola militar em Peshawar e mataram ao menos 126 pessoas. 

O grupo luta para implantar um Estado com regras islâmicas.