Geral

Em um ano, Jardim Botânico de Londrina recebeu 52 mil visitantes

Da Redação ·

Em apenas um ano de funcionamento o Jardim Botânico de Londrina recebeu 52 mil visitantes. Dez mil são alunos de escolas estaduais e municipais. Famílias, esportistas, biólogos, pesquisadores e amantes da natureza, são alguns dos perfis das pessoas que frequentam o local durante esse período. 

continua após publicidade

Aberto ao público no dia 31 de janeiro de 2014, o Jardim Botânico recebe em média 3,5 mil visitantes por final de semana. Para se ter ideia, o site do Parque www.jardimbotanicodelondrina.com.br registrou mais de 15 mil acessos neste ano. 

A procura pelo Parque é tão grande que a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos dobrou número de funcionários que trabalham para melhorar o atendimento ao público. 

continua após publicidade

O ESPAÇO - O Jardim Botânico possui mais de um milhão de metros quadrados de mata nativa, nascentes e rios. Foi criado pelo Governo do Estado do Paraná, por indicação técnica da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sema) com a cessão de uma área de 70 hectares pelo Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR) e outros 20 hectares cedidos pela Associação Brasileira de Educação. 

A abertura do Jardim Botânico ao público só foi possível com a entrega dos novos espaços e estruturas para educação ambiental. No início deste ano, o governador, Beto Richa, entregou a trilha ecológica e a nova sala de exposição e de vídeo em 3D, localizada no centro de visitantes. 

"O Jardim Botânico de Londrina é uma das mais importantes unidades de pesquisa e conservação de espécies nativas e exóticas do Paraná. Seu espaço é voltado a proteção e cultivo de espécies silvestres raras, ameaçadas de extinção, ou econômica e ecologicamente importantes para a restauração e reabilitação de ecossistemas", afirma o secretário estadual do Meio Ambiente, Caetano de Paula Júnior 

continua após publicidade

CONSERVAÇÃO - As estufas com 2.700 metros quadrados continuam em fase de construção, mas um arboreto com 100 espécies florestais nativas do Paraná, utilizadas na recuperação de matas ciliares já foi organizado, além do catálogo da coleção botânica. 

Quem visitar o Botânico poderá conhecer, ainda, o início da coleção de coníferas, que são plantas que têm o fruto em forma de cone, como algumas espécies de araucárias; o jardim de mirtáceas, com espécies frutíferas como jabuticabeira, cerejeira, pitangueira, goiabeira-da-serra e araçá; a coleção de variedades de espadas de São Jorge; algumas espécies de bambus e espécies de valor econômico e medicinal, como a canela sassafrás e o ginkgo biloba. 

A parceria com o curso de Agronomia da Universidade Estadual de Londrina (UEL) já trouxe para o Jardim Botânico algumas espécies de orquídeas aéreas e terrestres, e deu início às coleções de heliconia, que são plantas ornamentais , e de zingiberáceas, da família do gengibre. 

continua após publicidade

No local é possível conhecer mais de 100 espécies nativas da flora paranaense, utilizadas na restauração das matas ciliares e que estão expostas em um arboreto criado especialmente para abrigar as plantas de diversas regiões do Paraná. 

O engenheiro florestal Mário Torres, responsável pela orientação técnica da implantação dos jardins e coleções do Botânico de Londrina, explica que este é só o início de um trabalho que será permanente. "Todo Jardim Botânico deve ter implantação planejada, manutenção constante e bem feita. Isso resultará em um espaço cada vez mais bonito e agradável", ressalta Mário Torres. 

A visita pelo Jardim Botânico também guarda surpresas da fauna local e durante o passeio o visitante poderá encontrar várias espécies de aves, macacos, jabotis e lagartos, todos animais nativos da área. Outra atração é conhecer uma das nascentes do Ribeirão Andorinha que passa pelo Jardim Botânico de Londrina. 

ALERTA - É importante lembrar que é proibido o acesso de animais domésticos ao Jardim Botânico de Londrina, salvo sob a autorização expressa da Coordenadoria do Jardim Botânico de Londrina e no caso de cães guia com o dono. Os animais domésticos interferem na dinâmica dos animais silvestres. 

SERVIÇO : O Jardim Botânico de Londrina abre de quarta a domingo, das 9h as 19hs (as segundas e terças é fechado para manutenção).