Geral

Corpo do poeta Roberto Piva é cremado em São Paulo

Da Redação ·

O corpo do poeta Roberto Piva foi cremado no começo da tarde deste domingo (4), no Crematório da Vila Alpina, em São Paulo. O corpo do escritor saiu do Cemitério do Araça às 11h, local onde estava desde o velório, realizado na noite desde sábado (3).
Pizza morreu aos 72 anos de falência múltipla de órgãos em decorrência de uma insuficiência renal. Ele estava internado desde maio no InCor (Instituto do Coração) e sofria de Mal de Parkinson há dez anos. Durante a própria internação, foi descoberto um câncer na próstata, em metástase.
Nascido em São Paulo, ele ganhou fama aos 22 anos com a publicação do livro "Paranoia", que retratava a capital paulista de maneira maldita, inspirada pelo movimento beatnik e pelo surrealismo. A obra ganhou reedição neste ano pela editora Instituto Moreira Salles.
O autor fez parte da geração de escritores, como Hilda Hist e Claudio Willer, descoberta pelo editor Massao Ohno. Durante sua carreira, o poeta destacou-se pela poética urbana. Suas obras foram divididas em três volumes e relançadas pela Editora Globo há cinco anos.

continua após publicidade