Geral

Professor do Japão visita escolas paranaenses e elogia hora-atividade

Da Redação ·
O professor Kenichi Sakai, supervisor educacional da secretaria municipal de Educação de Toyohashi, cidade japonesa da província de Aichi, durante reunião com o secretário Paulo Schmitd. 01-12-14. (Foto: Hedeson Alves/SEED)
O professor Kenichi Sakai, supervisor educacional da secretaria municipal de Educação de Toyohashi, cidade japonesa da província de Aichi, durante reunião com o secretário Paulo Schmitd. 01-12-14. (Foto: Hedeson Alves/SEED)

O secretário estadual da Educação, Paulo Schmidt, recebeu nesta segunda-feira (01) o professor Kenichi Sakai, supervisor educacional da secretaria municipal de Educação de Toyohashi, cidade japonesa da província de Aichi. Ele passou três meses no Brasil, conheceu escolas estaduais do Paraná, o funcionamento da Secretaria da Educação e conversou com professores e alunos de escolas públicas. 

continua após publicidade

Sakai elogiou a hora-atividade, que dá ao professor paranaense mais tempo para preparar as aulas. “Aqui, diferente do Japão, a maioria das escolas ainda não é em tempo integral. Mas o sistema do Paraná dá mais tempo para os professores prepararem as aulas. Esse modelo poderia ser levado para o Japão”, disse o professor. 

INTERCÂMBIO – A visita fez parte do projeto de intercâmbio educacional que existe há cinco anos entre Brasil e Japão. A parceria envolve a Secretaria da Educação do Paraná, Universidade Federal do Paraná e Associação Brasileira de Dekasseguis. “A troca de informações é fundamental para sabermos a realidade dos alunos brasileiros que estudam no Japão, o que aprendem lá e como podemos atender esses estudantes se eles voltarem ao Brasil”, afirmou Paulo Schmidt. 

continua após publicidade

Dentro do projeto de intercâmbio está em estudo a criação de um núcleo para dar apoio aos alunos brasileiros que moravam no Japão, mas por algum motivo voltaram ao Brasil e precisam estudar novamente.