Geral

Cresce número de usuários nos planos de saúde mais bem avaliados, diz ANS

Da Redação ·
Foto: arquivo
Foto: arquivo

RIO DE JANEIRO, RJ - A ANS (Agência Nacional de Saúde) divulgou nesta quarta-feira (19) que houve um aumento do percentual de beneficiários nos planos de saúde mais bem avaliados do país.

continua após publicidade

Segundo a agência, 82,5% dos beneficiários estão situados nas duas melhores faixas do IDSS (Índice de Desempenho da Saúde Suplementar), com notas entre 0,6 a 1. Os dados se referem a 2013. No ano anterior, esse índice era de 62,9%.

O resultado foi apurado a partir da nota de qualificação das operadoras de planos de saúde, conhecida como IDSS, relativa ao ano de 2013. As notas, que variam de 0 a 1 - sendo 0 considerado nota "péssima" e 1 "muito boa", estão disponíveis no site da ANS (www.ans.gov.br).

continua após publicidade

"Na comparação entre o ano de 2011 para 2012 tinha havido uma queda no número de usuários nessas duas primeiras faixas significativa, de 13,1%, acredito que pela recessão econômica do período. Agora, mais pessoas estão nos planos com melhores notas", disse Martha Oliveira, diretora de desenvolvimento setorial da agência.

Em relação às operadoras, das 1.237 avaliadas, 596 ficaram com notas boa e muito boa, significando um aumento percentual de 5,2% em relação ao ano de 2012.

Já 45 operadoras ficaram na pior faixa (com notas entre 0 a 0.19) em 2013, contra 60 da mesma faixa, no ano anterior.

continua após publicidade

O cálculo do IDSS é resultado de uma média feita com trinta indicadores distribuídos em quatro setores: atenção à saúde; econômico-financeiro; estrutura e operação; e satisfação dos beneficiários.

O setor de atenção à saúde é o que possui mais peso, 40%, enquanto os outros, 20%. Entre os indicadores englobados nesse setor está o número de parto cesárea e mamografia, que segundo a ANS, apresentaram melhora. No entanto, de acordo com Oliveira, cada indicador varia por operadora.


RECLAMAÇÕES

A ANS também divulgou o índice de reclamações dos beneficiários, que é um dos indicadores do setor satisfação do beneficiário. Entre as principais reclamações estão cobertura do plano, com 74.061 queixas, seguido de contratos e regulamentos, 20.310; e mensalidades e reajustes, com 7.052 reclamações dos usuários.