Geral

Preso envolvido em morte de funcionária dos EUA

Da Redação ·

A Polícia Federal (PF) do México prendeu o suspeito de ter armado o assassinato, em março, de uma funcionária do consulado dos Estados Unidos em Ciudad Juárez, perto da fronteira entre os dois países. O responsável pelo combate ao narcotráfico na PF, Ramón Pequeño, informou hoje em entrevista coletiva que Jesús Ernesto Chávez Castillo, apelidado "O camelo", é considerado o encarregado da logística e de dar as armas ao grupo de pistoleiros que assassinaram, em 13 de março, três pessoas ligadas ao consulado, entre elas a funcionária norte-americana e seu marido.

continua após publicidade

Segundo o funcionário, Castillo afirmou que o grupo "La Línea", braço armado do cartel de Juárez, ordenou o assassinato da funcionária consular Lesley A. Enríquez, porque ela teria concedido vistos a membros de uma organização rival. Em dois ataques quase simultâneos morreram Enríquez e seu marido, Arthur H. Redelfs, além de Jorge Alberto Salcido, o marido de uma empregada mexicana do consulado.