Geral

Alex chega ao México com intensidade dois

Da Redação ·

O "olho" do furacão Alex, o primeiro da temporada de ciclones do Oceano Atlântico, tocou a terra nesta terça-feira na costa noroeste do México, com ventos de até 155 quilômetros por hora, disseram meteorologistas americanos. O Alex impactou em território mexicano com ventos da categoria dois, dentro da escala Saffir-Simpson, de um total de cinco, afirmou o Centro Nacional de Furacões dos EUA (CNH, na sigla em inglês).

continua após publicidade

O furacão traz consigo chuvas intensas que atingirão áreas ao noroeste do México e ao sul do Texas, que podem causar inundações repentinas e deslizamentos de terras, advertiu o CNH. As fortes chuvas provocaram ondas perigosas ao longo da costa onde o furacão tocou a terra e não estava descartada a formação de tornados ao extremo sul do Texas na noite desta quarta-feira.

continua após publicidade

O Alex é o primeiro furacão que se forma no mês de junho, desde 1995. Os especialistas acreditam que ele perderá força em território mexicano e se dissipará em um ou dois dias. A Administração Nacional de Oceanos e Atmosferas dos EUA (NOOA, na sigla em inglês), estima que a temporada de furacões no Atlântico - que vai de 1º de junho a 30 de novembro -, terá de 14 a 23 tempestades e entre oito e 14 furacões, que deverão atingir os EUA, Caribe, América Central e Golfo do México.