Geral

Funcionários da USP decidem terminar greve

Da Redação ·

Funcionários decidiram encerrar a greve da USP (Universidade de São Paulo), durante assembleia nesta quarta-feira (30).

continua após publicidade

Os líderes do movimento, em discurso para outros servidores, disseram que a paralisação foi enfraquecida e falaram em voltar a trabalhar de cabeça em pé.

continua após publicidade

Houve 18 abstenções entre os manifestantes, que são aproximadamente 200. A greve começou em 5 de maio, há mais de 50 dias. Às 13h desta quarta, terminou uma reunião entre a reitoria e representantes dos grevistas em que surgiu uma pauta conjunta para encerrar a paralisação. Entre as propostas está o pagamento dos salários cortados de mais de mil funcionários em até quatro dias.

continua após publicidade

A creche, a reitoria e outros prédios da USP ocupados pelos manifestantes devem ser liberados, com o fim da greve. Não haverá punições aos funcionários, diz o texto da proposta que foi aprovado.

O aumento de 5% nos salários também está previsto na nota, mas ainda tem que ser negociado em reuniões que começam no dia 5 de julho. O reajuste seria dado por um avanço na carreira dos servidores.