Geral

Obama pede que Congresso aprove reforma financeira

Da Redação ·

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, apelou hoje para o Congresso que aprove uma ampla proposta de reforma financeira concluída esta semana. Segundo ele, os democratas estão próximos de derrotar lobistas de Wall Street e outros opositores do projeto de lei.

continua após publicidade

"Nos últimos meses, eles gastaram milhões de dólares e contrataram um exército de lobistas para impedir o avanço das reformas", disse Obama, em seu programa semanal de rádio. "Mas como nos recusamos a recuar e mantivemos a luta, agora estamos próximos de uma vitória", acrescentou.

continua após publicidade

Obama pediu aos congressistas que lhe enviem o projeto para sanção, "para que possamos garantir proteção aos consumidores e evitar que volte a acontecer uma crise financeira como essa".

continua após publicidade

A reforma, que será submetida à votação final na Câmara dos Representantes e Senado na semana que vem, representa 90% do que Washington propôs inicialmente para a regulação de Wall Street, disse Obama.

O presidente afirmou ainda que o projeto fortalecerá a economia norte-americana ao tornar os complexos instrumentos financeiros mais transparentes e impedir bancos cobertos por seguro federal de fazerem "apostas" especulativas com o próprio capital. "Simplificando, vamos acabar com os dias de pacotes de ajuda financiados pelo contribuinte", afirmou. As informações são da Dow Jones.