Geral

Radicais ligados à Al Qaeda atacam embaixada dos EUA

Da Redação ·
Radicais ligados à Al Qaeda atacam embaixada dos EUA no Iêmen - Foto: Agências
Radicais ligados à Al Qaeda atacam embaixada dos EUA no Iêmen - Foto: Agências

SÃO PAULO, SP - A filial da rede terrorista Al Qaeda no Iêmen lançou neste sábado (27) um foguete contra a embaixada dos EUA, localizada na capital, Sanaa. Pelo menos dois membros da força especial da polícia iemenita, responsáveis pela segurança do local, ficaram feridas, disse um policial à Reuters.

O foguete foi disparado de uma arma anti-tanque instalada num carro que passou próximo à embaixada, que fica em um complexo cercado por muros altos, e caiu a 200 metros do prédio. O grupo Ansar al-Sharia afirmou, em sua conta no Twitter, que o ataque foi uma retaliação ao ataque de um drone americano à província de Al Jawf, no norte do Iêmen, nesta sexta (26), que teria deixado crianças feridas.

Os EUA regularmente usam drones para combater a Al Qaeda sem a necessidade de tropas terrestres. O Iêmen é um dos países mais ativos da rede terrorista e suas filiais. Washington reconhece o uso de drones no Iêmen, mas não comenta publicamente a prática.

INSTABILIDADE
O ataque à embaixada acontece um dia após o governo dos EUA recomendar aos seus cidadãos que deixem o Iêmen, e do anúncio da retirada de parte dos funcionários americanos do país devido à instabilidade política.
Nas últimas semanas, Sanaa assistiu a confrontos regulares entre os rebeldes xiitas houthi e as forças do governo.

Os houthis tomaram a capital na semana passada horas antes da assinatura de um acordo para a criação de um novo governo. O grupo reivindica maior espaço no governo, e a volta dos subsídios do combustível.
O presidente Abd-Rabbu Mansour Hadi afirmou que o Iêmen pode estar caminhando para uma guerra civil. 

continua após publicidade