Geral

Chuva que atinge São Paulo não chega ao sistema Cantareira

Da Redação ·
 Mesmo com chuva moderada, houve alagamento do elevado Costa e Silva, na região central da cidade  Foto: Hugo Arce/ Fotos Públicas
Mesmo com chuva moderada, houve alagamento do elevado Costa e Silva, na região central da cidade Foto: Hugo Arce/ Fotos Públicas

SÃO PAULO, SP - A chuva que atingiu de forma moderada toda a cidade de São Paulo na tarde desta sexta-feira (26) não chegou com força à região do sistema Cantareira.

continua após publicidade

A informação é do CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências), da Prefeitura de São Paulo e da Somar Meteorologia.3

Em São Paulo, mesmo com chuva moderada, houve alagamento do elevado Costa e Silva, na região central da cidade.

continua após publicidade

Segundo o CGE, a chuva também atingiu de maneira moderada os mananciais do Alto Tietê, Guarapiranga, Alto Cotia, Rio Grande e Rio Claro, que abastecem a grande de São Paulo. O sistema Cantareira, o maior dos mananciais e que passa pela pior seca na sua história, foi o que menos recebeu chuva nesta tarde.

De acordo com a Somar, não há previsão de que a chuva aumente sobre o manancial nesta tarde.

Segundo especialistas, para reverter o estado crítico de estiagem no Cantareira, serão necessários meses de chuvas constantes na região. Nesta sexta, o Cantareira registra 7,2% de sua capacidade. Há um ano, esse índice era de 41,3%.

O secretário de Recursos Hídricos de São Paulo, Mauro Arce, avaliou nesta quinta-feira (25) que se o volume de chuvas em São Paulo se mantiver no atual patamar nos próximos meses a expectativa é de que a segunda cota do volume morto do Sistema Cantareira comece a ser usada a partir de 21 de novembro.