Geral

Desempregado não terá benefício prorrogado nos EUA

Da Redação ·

O senadores do Partido Democrata foram derrotados hoje pela terceira, e talvez última vez, em uma tentativa de aprovar um projeto de lei que prevê ampla extensão de benefícios federais e isenções fiscais. Ao longo do último mês, o projeto de lei teve seu valor estimado reduzido para US$ 83 bilhões, de US$ 200 bilhões originalmente, e foi alterado várias vezes pelos líderes dos senadores democratas, na tentativa de obter apoio, mas acabou não conseguindo alcançar o mínimo de 60 votos necessários. A votação foi de 57 votos favoráveis e 41 contrários. O senador democrata Ben Nelson se juntou aos republicanos para votar contra a medida.

continua após publicidade

A atual versão do projeto de lei teria aumentado o déficit federal dos EUA em US$ 33 bilhões - o suficiente, dizem os democratas, para cobrir os custos da extensão dos benefícios de auxílio-desemprego. "Nós fizemos tudo o que podíamos para tentar ganhar alguns votos dos republicanos", disse o líder da maioria democrata no Senado, Harry Reid. Horas antes da votação ele disse que pretendia tirar o projeto da pauta e analisar outros assuntos.

continua após publicidade

A extensão anterior da assistência aos desempregados expirou no dia 2 de junho. No fim desta semana, o Departamento de Trabalho dos EUA estima que 1,3 milhão de pessoas desempregadas terão esgotado seus benefícios. As informações são da Dow Jones.