Geral

União Europeia decide aplicar novas sanções contra Rússia

Da Redação ·
A UE já adiou duas vezes a aplicação das sanções devido ao cessar-fogo adotado como parte de um plano de paz entre os separatistas e o Exército ucraniano -
fonte: Foto: Divulgação
A UE já adiou duas vezes a aplicação das sanções devido ao cessar-fogo adotado como parte de um plano de paz entre os separatistas e o Exército ucraniano -

SÃO PAULO, SP - Os 28 países membros da União Europeia (UE) alcançaram um acordo nesta quinta-feira (11), após muitas negociações, para publicar na sexta-feira (12) as novas sanções contra a Rússia para que entrem em vigor, afirmaram fontes diplomáticas.

continua após publicidade

O presidente do Conselho da UE, Herman Van Rompuy, irá explicar durante a tarde a decisão.

As sanções foram tomadas com o objetivo de pressionar Moscou pela crise na Ucrânia, mas a aplicação foi adiada após o anúncio da trégua, na última sexta-feira (5), entre Kiev e os separatistas pró-Rússia.

continua após publicidade

A Ucrânia e seus aliados ocidentais acusam a Rússia de apoiar militarmente os separatistas, o que Moscou nega.

As novas sanções vão no sentido de impedir o acesso de empresas russas ao mercado europeu.

A UE já adiou duas vezes a aplicação das sanções devido ao cessar-fogo adotado como parte de um plano de paz entre os separatistas e o Exército ucraniano.

Os diplomatas disseram ainda que as sanções podem ser revertidas se houver uma melhora na crise.