Geral

Após rusgas, Chávez parabeniza Santos por eleição

Da Redação ·

O vencedor do segundo turno das eleições presidenciais na Colômbia, Juan Manuel Santos, foi parabenizado hoje pelos governos de Brasil, Estados Unidos, México, Argentina e Espanha. A Venezuela e o Equador, com quem a Colômbia tem relações estremecidas, também congratularam Santos. O governo do presidente venezuelano, Hugo Chávez, afirmou estar disposto a "contribuir com a paz interna da Colômbia como fator-chave que redunde na paz e na integração da região".

continua após publicidade

Chávez declarou ao longo dos últimos meses que não estaria disposto a restaurar as relações com a Colômbia se Santos vencesse o pleito. No entanto, logo depois do primeiro turno, quando Santos ficou mais perto de vencer a eleição, Chávez abrandou sua postura e disse que visava a "conversar e trabalhar" com o novo governo no marco do respeito mútuo.

continua após publicidade

As relações entre os países vizinhos esfriou a partir de julho do ano passado, quando Chávez anunciou, em meio a uma série de desentendimentos bilaterais, o "congelamento" das relações políticas e comerciais com a Colômbia. A medida reduziu em mais de 70% as exportações colombianas à Venezuela entre o primeiro trimestre de 2009 e o mesmo período de 2010.

continua após publicidade

Ao mesmo tempo, o chanceler do Equador, Ricardo Patiño, disse à Telesur que convida o novo governo colombiano "a impulsionar o trabalho por uma verdadeira unidade da América Latina e a lutar pela paz em nosso continente". Quito rompeu relações diplomáticas com Bogotá depois de o exército colombiano ter promovido uma ação militar não autorizada em solo equatoriano em 2008.

Mais parabéns

continua após publicidade

De Brasília, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviou a Santos uma mensagem parabenizando-o pela eleição e o convidando a trabalhar de maneira coordenada no âmbito internacional. "Sua excelência pode estar seguro de que contará sempre com a disposição do governo brasileiro de trabalhar para aprofundar ainda mais os laços de amizade e cooperação que nos unem para que, juntos, somemos esforços nos foros internacionais nos temas de nosso interesse comum", afirmou Lula.

continua após publicidade

Em Washington, o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, P. J. Crowley, disse que o governo norte-americano parabeniza Santos pela vitória e "aplaude o povo e o governo da Colômbia por realizarem o segundo turno das eleições, ontem, de maneira justa e transparente". Num telefonema a Santos, o presidente do México, Felipe Calderón, destacou o "exemplar processo eleitoral" colombiano e prometeu cooperar com o objetivo de reforçar a cooperação bilateral.

O governo da Espanha, por sua vez, felicitou Santos pela vitória que o levará a assumir a presidência colombiana em 7 de agosto. "O governo espanhol tem a segurança de que as relações com o futuro governo colombiano e com seu presidente seguirão com a proximidade e a intensidade que sempre existiram entre Espanha e Colômbia", diz um comunicado do governo.

Santos, do governista Partido Social de Unidade Nacional (Partido da U), ganhou com folga o segundo turno das eleições presidenciais. Ele conseguiu 9 milhões de votos, ou 69%, bastante à frente de seu rival do Partido Verde, Antanas Mockus, que obteve 3,5 milhões de votos, ou 27,5%, segundo números oficiais.