Geral

Suspeito de atentado fracassado em NY vai a tribunal

Da Redação ·

O suposto autor do atentado fracassado na Times Square em Nova York, Faisal Shahzad, se apresenta pela segunda vez diante de um tribunal nesta segunda-feira (21), depois de ter sido indiciado por dez acusações de terrorismo e de receber ajuda do taleban do Paquistão.

continua após publicidade

As autoridades esperam que Shahzad se declare culpado ou inocente das dez acusações que pesam contra ele.
Shahzad, de 30 anos, foi acusado formalmente na última quinta-feira (17). O procurador-geral dos Estados Unidos, Eric Holder, disse que os dez crimes apontados por um grande júri demonstram que o taleban paquistanês facilitaram a tentativa de ataque de Faisal Shazad em solo americano.

continua após publicidade

Seis das acusações são passíveis de prisão perpétua, entre elas o abandono de veículo com uma bomba artesanal num bairro movimentado de Nova York, perto dos principais teatros da cidade, no dia 1º de maio.

continua após publicidade

A bomba não explodiu, e Shahzal foi detido no dia 3 de maio ao tentar fugir para Dubai no Aeroporto John F. Kennedy, de Nova York.
Ele responderá, ainda, por tentativa de utilizar arma de destruição em massa, por conspiração ultrapassando fronteiras para um ato terrorista e utilizar um artefato destrutivo com esse fim.

A procuradoria, que acrescentou cinco acusações às apresentadas inicialmente, no mês passado, afirmou que Shahzad recebeu treinamento sobre explosivos no Waziristão, província do Paquistão, da parte de especialistas ligados ao Tehrik e Taleban (TTP), um grupo militante extremista, em dezembro de 2009.

continua após publicidade

O TTP havia assumido a responsabilidade pelo ataque frustrado, mas essa possibilidade havia sido descartada inicialmente, pela forma descuidada que foi executado o complô e o fato de a bomba ser tão rudimentar. A procuradoria afirmou que a bomba parecia trabalho feito por um amador que agia sozinho.

continua após publicidade

O suspeito teria recebido aproximadamente R$ 8.840 (US$ 5.000) em dinheiro no Estado de Massachusetts, enviados por outro conspirador a partir do Paquistão, vinculado ao TTP.

Seis semanas depois, no dia 10 de abril, Shahzad recebeu cerca de R$ 12,3 mil (US$ 7.000) da mesma fonte. Em 15 de março, comprou no Estado de Connecticut um rifle semiautomático de 9 milímetros, encontrado em sua casa, no dia de sua prisão.

Copyright AFP - Todos os direitos de reprodução e representação reservados