Geral

França julga preso acusado de matar colega e comer pulmão

Da Redação ·
 Nicolas Cocaign, acusado de assassinar e comer parte do pulmão de um colega de cela, aguarda início de julgamento em Rouen, no oeste da França
fonte: Foto por Robert Francois/21.06.2010/AFP
Nicolas Cocaign, acusado de assassinar e comer parte do pulmão de um colega de cela, aguarda início de julgamento em Rouen, no oeste da França

A Justiça da França começou a julgar nesta segunda-feira (21) um preso acusado de matar e comer parte dos pulmões de um colega de cela, em janeiro em janeiro de 2007.

continua após publicidade

Na época do crime, ocorrido na prisão de Rouen, no oeste do país, o acusado disse que comeu parte dos órgãos do colega de cela para "se apoderar da alma" do detento.

continua após publicidade

Nicolas Cocaign, apelidado de O Canibal de Rouen pela imprensa e por outros presos, é acusado de assassinar Thierry Baudry, de 41 anos, depois de uma briga por causa da limpeza da cela.

continua após publicidade

O acusado, que tinha 35 anos quando supostamente cometeu o crime, estava preso por tentativa de estupro. A promotoria diz que Cocaign matou a socos seu companheiro de cela, a quem também atacou com uma tesoura e um saco plástico.

Depois de assassinar Baudry, o detento teria iniciado preparativos com a intenção de comer o coração da vítima. Com uma lâmina de barbear, abriu o tórax do colega morto, extraiu parte do pulmão, comeu um pedaço e depois misturou o resto com cebola, de acordo com a acusação.

continua após publicidade

Cocaign explicou ao juiz que sua intenção era se apoderar da alma do morto. Um terceiro detento que estava na cela não se atreveu a intervir, mas acabou se suicidando na prisão dois anos depois.

Copyright AFP - Todos os direitos de reprodução e representação reservados