Geral

Abdelmassih usava nome falso e poderia fugir para Líbano, diz PF

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Abdelmassih usava nome falso e poderia fugir para Líbano, diz PF
fonte: Foto: Secretaria Nacional De Antidrogas do Paraguai
Abdelmassih usava nome falso e poderia fugir para Líbano, diz PF

SÃO PAULO, SP - O ex-médico Roger Abdelmassih, condenado a 278 anos de prisão por 48 estupros cometidos contra 37 mulheres, planejava fugir para a Itália ou para o Líbano, possivelmente utilizando o nome de Ricardo. A informação é da Polícia Federal.

continua após publicidade

Abdelmassih foi preso ontem no Paraguai, depois de três anos e sete meses foragido. Segundo o delegado da Polícia Federal Marcos Paulo Pimentel, Abdelmassih pretendia ficar pouco tempo na capital paraguaia e depois sair do continente. O ex-médico só não fez isso, pois teve dificuldades em aprontar a documentação devida. "Não há indícios de documentos falsos, apenas de que se apresentava com o nome de Ricardo na escola dos filhos", completou.

Abdelmassih passou a última noite numa cela, ao lado de um contrabandista, na PF de Foz do Iguaçu.

continua após publicidade

Segundo o delegado, as polícias de Brasil e Paraguai entraram em um acordo para prender o ex-médico por irregularidades na migração. Abdelmassih estava no Paraguai sem permissão de entrada ou visto.