Geral

Mulher rasga a garganta de tanto assoprar a vuvuzela

Da Redação ·
 Yvonne ficou dois dias sem comer nem falar
fonte: Reprodução
Yvonne ficou dois dias sem comer nem falar

A vuvuzela, aquela espécie de corneta que faz um barulho ensurdecedor fez a sua primeira vítima desde o início da Copa do Mundo, no último dia 16. Yvonne Mayer, 29, fez um rasgo na garganta de tanto assoprar a vuvuzela e ficou dois dias sem comer nem falar após o "acidente" que ocorreu durante uma festa na Cidade do Cabo, na África, palco dos jogos da Copa do Mundo.
Esse foi o primeiro acidente bizarro ao qual as autoridades tiveram conhecimento desde o início dos jogos, segundo o jornal britânico Mail Online.

continua após publicidade

- Eu estava andando em um parque na Cidade do Cabo, assoprando a vuvuzela, quando de repente a minha garganta começou a doer. Eu achei que fosse passar no dia seguinte, mas daí começou a doer muito e eu fui ao médico.

Yvonne foi a um hospital no subúrbio de Table Bay e quando chegou lá, o estrago já estava feito: uma ferida enorme na garganta, causada pela vuvuzela. Especialistas disseram que o rasgo foi causado pela pressão de ar causado pelo sopro constante da cornetinha.

continua após publicidade

Morta de fome, Yvonne diz ter comido uma sopa e um iogurte assim que começou a melhorar. Apesar da "vuvuzelada" na garganta da moça, os médicos disseram que a ferida iria se "curar sozinha" e que não era necessária uma cirurgia.

O Dr. Scott Barker, que tratou Yvonne, disse que a moça "exagerou". Felizmente, os outros órgãos, como o nariz, garganta e ouvido foram preservados.
- Nós temos apenas que controlar a infecção após o dano causado aos tecidos moles [da garganta]. Não é necessária uma cirurgia.

Aos fãs da "cornetinha", Yvonne recomenda que os torcedores parem de assoprar o instrumento assim que sentirem alguma dor. Ela pede também que os fãs de futebol usem tampões nos ouvidos quando forem ao estádio.