Geral

Saramago teve falência múltipla de órgãos

Da Redação ·

A causa da morte do escritor português José Saramago foi falência múltipla de órgãos em decorrência de uma doença não revelada contra a qual ele lutava havia já algum tempo. A informação é da Fundação José Saramago, instituição sem fins lucrativos destinada a estudos literários. O comunicado da entidade afirmou que "o escritor morreu na companhia de sua família, dizendo adeus de uma maneira serena e plácida". Ele era casado com a jornalista espanhola Pilar del Rio e tinha uma filha do primeiro casamento. A expectativa, segundo familiares, é de que o corpo de Saramago seja levado amanhã a Lisboa, onde será velado e cremado.

continua após publicidade

Segundo o site do jornal português Público, Zeferino Coelho, editor de Samarago, disse que o escritor morreu em sua casa, em Lanzarote, nas Ilhas Canárias. Sem entrar em detalhes, Coelho informou que a saúde do escritor de 87 anos havia de deteriorado nos últimos meses, por causa da doença. O jornal português Diário Econômico afirmou que Saramago sofria de graves problemas respiratórios.

continua após publicidade

O primeiro-ministro de Portugal, José Sócrates, qualificou Saramago como "uma de nossas grandes figuras culturais" e disse que "seu desaparecimento empobrece nossa cultura". Já o ministro brasileiro das Relações Exteriores, Celso Amorim, manifestou pesar pela "morte de um homem que, com sua obra, deixou uma extraordinária contribuição para a literatura mundial e para a valorização da língua portuguesa, além de representar, por sua conduta pessoal, um exemplo de atuação em favor de um mundo mais justo".

continua após publicidade

Vida

Nascido em 1922, em Azinhaga, no Ribatejo, a aproximadamente cem quilômetros de Lisboa, o autor recebeu o prêmio máximo da Literatura em 1998. Entre os livros de Saramago estão "O evangelho segundo Jesus Cristo", que despertou fortes críticas do Vaticano, além de "Ensaio sobre a Cegueira" e "A jangada de pedra". Sua última obra é "Caim", publicado em 2009.

continua após publicidade

Em alguns momentos, Saramago chegou a ser comparado com outro Nobel de Literatura, o colombiano Gabriel García Márquez, pois alguns viram no europeu uma pitada do realismo mágico latino-americano, particularmente na estratégia de mesclar personagens fictícios com outros, históricos.