Geral

Ladrões fazem "cordão humano" com reféns e invadem posto bancário

Da Redação ·

MARIA CAROLINA GONÇALVES
SÃO PAULO, SP - Ladrões fortemente armados invadiram uma empresa na madrugada deste sábado (14) em Lindolfo Collor (RS), fizeram 15 funcionários reféns e tentaram explodir caixas eletrônicos. Ninguém se feriu e os bandidos fugiram.
Na ação, os reféns foram usados como uma espécie de "cordão humano" na entrada da empresa, a indústria de couro Minuano, para evitar eventual chegada da polícia durante a tentativa de assalto. Dentro da fábrica, o alvo dos ladrões eram os caixas eletrônicos de um posto bancário do Banco do Brasil.
A Brigada Militar continua fazendo buscas atrás dos ladrões na cidade e municípios vizinhos, na região do Vale dos Sinos.
O crime foi registrado por volta das 3h da madrugada na avenida Capivara, via central da cidade. Pelo menos três homens usando toucas renderam o segurança da Minuano logo que um ônibus levando funcionários da empresa deixava a fábrica.
O grupo obrigou o motorista do veículo a estacionar o ônibus de forma transversal na avenida, em frente à empresa. O grupo também espalhou pregos pela via, segundo a Brigada Militar.
Os reféns usados como "cordão humano" informaram à polícia que os homens portavam fuzis.
Os ladrões usaram dinamite para tentar explodir dois caixas eletrônicos. Os equipamentos não chegaram a ser destruídos, mas os bandidos podem ter levado alguma quantia em dinheiro que estava na parte superficial dos caixas.Os homens conseguiram fugir em um Ecosport e ninguém foi preso até o momento.
 

continua após publicidade