Geral

Bombeiros entregam colchões a famílias de Guarapuava

Da Redação ·
O governo do Estado do Paraná presta auxílio aos desabrigados pelas chuvas na Vila São Vicente em Guarapuava.Foto: José Gomercindo/ANPr
fonte:
O governo do Estado do Paraná presta auxílio aos desabrigados pelas chuvas na Vila São Vicente em Guarapuava.Foto: José Gomercindo/ANPr

O 16º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sediado em Guarapuava, na região Central do Estado, entregou na noite dessa terça-feira (10) colchões e cobertores às famílias do bairro São Vicente, um dos mais afetados pelas fortes chuvas do fim de semana. De acordo com a Defesa Civil, 500 pessoas foram desalojadas e 234 ficaram desabrigadas no município.

O Governo do Estado encaminhou à cidade 2 mil cobertores para serem distribuídos à população e anunciou o envio de 300 kits de dormitório, que incluem colchões, lençóis e cobertores. O material foi doado pela população paranaense e arrecadado pela Secretaria da Família e Desenvolvimento Social, Defesa Civil e Provopar. Os donativos vieram em boa hora para a dona de casa Antonia Mônica Guerreiro, que teve sua casa tomada pela enchente e perdeu quase todos os móveis e eletrodomésticos.
 

continua após publicidade
confira também



“Essa ajuda dá um alívio porque a gente ficou sem nada, sem cama, sem colchão. A gente perdeu tudo o que tinha dentro de casa”, relata a moradora. “Moro aqui há 20 anos e nunca tinha visto uma coisa dessas, foi de assustar”, conta. O subchefe da Defesa Civil, major Antonio Hiller, explica que a doação dos colchões é destinada às pessoas que não querem deixar suas casas, mas orienta a população desabrigada a procurar um local que não foi atingido, pois o lodo acumulado pode causar doenças.

"Estamos distribuindo pelo menos um colchão seco em cada casa para que um integrante possa permanecer no local, já que muitos têm receio de que o pouco que sobrou seja saqueado. Nossa orientação é que as pessoas devem ir a um abrigo para ficarem mais protegidas”.

APOIO – O prefeito de Guarapuava, Cesar Silvestri Filho, ressalta a importância da contribuição do Governo do Estado desde o início das enchentes e destaca o trabalho realizado pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, em parceria com a prefeitura. “A Defesa Civil esteve conosco desde as primeiras horas, nos auxiliando com todo seu preparo e conhecimento para agir de forma rápida em momentos como esse”, afirma.

"Os agentes da Defesa Civil nos ajudaram principalmente com o resgate das famílias nas casas inundadas, que foi uma das situações mais preocupantes que tivemos. Também nos apoiou coordenando o trabalho de retorno das famílias a suas casas”, conta o prefeito.

Para o major Hiller, a atuação da Defesa Civil nas primeiras horas do desastre é decisiva para garantir a segurança da população atingida. “A demora de uma decisão pode fazer com que vidas sejam perdidas. Por isso o apoio do Estado, por meio da Defesa Civil, é essencial”. “Com nossa experiência de anos atuando em desastres, conseguimos apresentar melhores alternativas ao município, desde o trabalho com desastres e emergências até o momento de recuperação, oferecendo estratégias de assistência e de distribuição dos recursos”, completa