Geral

Vidro se solta de estação inacabada da Copa e mata homem no Recife

Da Redação ·
O autônomo Marcelo Lúcio Marcelino da Silva, 43, passava de moto pela avenida Conde da Boa Vista, uma das principais do centro da cidade,
fonte: Foto: Reprodução/TV Globo
O autônomo Marcelo Lúcio Marcelino da Silva, 43, passava de moto pela avenida Conde da Boa Vista, uma das principais do centro da cidade,

RECIFE, PE - O vidro de uma estação de BRT (corredor exclusivo de ônibus) que deveria estar pronta para a Copa do Mundo no Recife caiu sobre um motoqueiro, que morreu na noite deste sábado (7).

continua após publicidade

O autônomo Marcelo Lúcio Marcelino da Silva, 43, passava de moto pela avenida Conde da Boa Vista, uma das principais do centro da cidade, quando a peça de cerca de dois metros de altura por dois metros de largura caiu sobre ele, por volta das 20h. Ele morreu no local.

No momento do acidente, quatro operários trabalhavam e a área não estava isolada, segundo Ernesto Cavalcanti, advogado da empresa Mendes Júnior, responsável pela obra.

continua após publicidade

De acordo com Cavalcanti, funcionários de uma empresa terceirizada haviam instalado o vidro horas antes.

O dono da empresa especializada na instalação de vidros e um encarregado foram autuados por homicídio culposo (quando não há intenção de matar). Cada um pagou fiança de R$ 10 mil e ambos foram liberados para responder o processo em liberdade.

Segundo a defesa, eles admitiram que houve falha humana na instalação. A Mendes Júnior está investigando as causas do acidente, mas não informou quando concluirá a apuração.

continua após publicidade

A Secretaria Estadual das Cidades disse que acompanha o caso e tomará as medidas necessárias.

O corpo de Silva foi enterrado neste domingo (8), no Recife. A família dele disse que vai processar o Estado.

Pelo projeto inicial do governo do Estado, deveriam funcionar 45 estações de BRT. Apenas duas começaram a operar no último sábado (7).