Geral

Acidente com carreta de Arapongas provoca morte de mulher em Cruzmaltina

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Acidente com carreta de Arapongas provoca morte de mulher em Cruzmaltina
fonte:
Acidente com carreta de Arapongas provoca morte de mulher em Cruzmaltina

Uma mulher morreu em acidente ocorrido na noite de sexta-feira (16) no trevo do distrito de João Vieira, no município de Cruzmaltina, no Vale do Ivaí.
 

continua após publicidade
confira também



Conforme levantamento da Polícia Rodoviária Esdtsadual e Polícia Civil, uma carreta Mercedes Bens LS 1913 placas ANA-1938, de Arapongas, conduzida por Paulo Cesar Ferreira, de 47 anos, carregada com toras e que vinha da região de Rio Branco do Ivaí, teria tentado contornar o trevo, e ao atravessar a via preferencial foi atingida por outros dois veículos: uma motocicleta Honda 150 de Campo Largo, pilotada por Antônio Pereira, de 54 anos, que transportava na garupa sua esposa Neuza Taborda da Silva, de 57 anos; e por uma S-10 com placas de Cambé, que era conduzida por Wilson Castorino Rosa, de 46 anos. 

Ele é de uma família de evangélicos e ia para Cruzmaltina juntamente com a esposa Arlete Ferreira de Souza Rosa, 39, a filha Larissa Ferreira da Silva Rosa, de 14 anos, e uma adolescente Jessica Naiara, também de 14 anos. 


Acidente com carreta de Arapongas provoca morte de mulher em Cruzmaltina (Foto: Blog do Berimbau)

VERSÃO - O motorista da carreta declarou para a Polícia Civil que ele foi fazer conversão no trevo e não vinha nenhum veículo, mas quando estava cruzando a pista, a carreta apresentou um problema e desligou o motor repentinamente. 

Foi quando surgiu a S-10 e bateu em cheio na caretta. A filha do motorista da caminhonete disse que o pai não viu a carreta e por isso sequer reduziu a velocidade. Em seguida veio a motocicleta, que também bateu na lateral do veículo de carga. Com o impacto, os ocupantes da moto sofreram ferimentos leves. Já a filha do casal da S-10 que estava no banco de trás, também se feriu levemente, mas a mãedela, Arlete Ferreira, morreu no local, presa nas ferragens. O pai e a passageira Jessica Naiara sofreram ferimentos graves. Wilson chegou a ficar cerca de 3 horas preso na cabine da S-10. Numa missão difícil e delicada, Bombeiros do subgrupamento de Ivaiporã, Agentes da Defesa Civil de Faxinal (Equipe do Clóvis Maia), e o patrulheiro Barreto, de Ubá do Sul, tomaram todas as providências para socorrer vítimas. A Polícia Civil de Faxinal e o IML de Apucarana foram ao local para liberar o corpo. A guarda municipal de Cruzmaltina também deu apoio no atendimento da ocorrência. 

A tragédia atraiu dezenas de curiosos, e no Distrito de João Vieira, o clima era de revolta. “Nós já encaminhamos diversos e-mails para o DER de Apucarana, tanto pela Câmara Municipal, como pela associação de Moradores, e eles insistem em não autorizar um redutor de velocidade, mas também não instalam um radar, e enquanto isso, estas tragédias vão acontecendo. É um absurdo e acho que vamos ter que protestar, interditar pista, ou radicalizar porque estamos sendo tratados com indiferença diante de um problema que é grave”, disse a presidente da Câmara de Cruzmaltina, vereadora Ivone Neca.   


As informações são do blog do Berimbau